Eu hei-de amar o meu bairro

Concurso – 2º prémio – Master Plan – Lisboa – 2009

O enunciado fala de ‘completar o eixo central’ de Lisboa. Fala de fluxos,  avenidas, normas urbanísticas e densidades retiradas de um manual teórico. Nós respondemos com os bairros tradicionais de Lisboa. Propomos mimetizar a sua sintaxe, parâmetros e relações, defendendo ser esta a forma ideal de, em pleno séc. XXI, recriar o enorme privilégio de viver em Lisboa.1-EU10-capa

Mobilidade

O desafio de concretização do tramo remanescente do eixo central da cidade, que outrora ditou o crescimento desenfreado da cidade pós 25 de Abril, é entendido como um tramo subalterno, residual, acupun­tural.

0-EU10-Eixo

 

Densidade

O especulativo desafio de dotar a zona de intervenção com um índice construtivo de 2.0 exige uma solução estratificada em que sucessivos ‘layers’ sobrepostos vão cumprindo os sucessivos desígnios do programa.

Numa primeira camada subterrânea discorre a grande circulação viária, que une o eixo central da cidade e os programas necessários associados ao automóvel. Ao nível da rua, um novo parcelamento surge determinado pelo vazio do eixo inferior, por um regular malhar do território que recria a tipologia de quarteirão, e por uma rede íntima de pequenas ruas pedonais que fluem por entre ditos quarteirões. É a partir da rua que se ‘desenha’.

A construção não é mais do que o resultante dos vazios projectados.

2-EU10-esquema-3-fases(3)
Sobre a cobertura desta massa construída, resultante dos vazios deter­minados pelo espaço público, estabelece-se um novo chão: um imenso “prado artificial”, que dá resposta à ansiada articulação fitológica entre os diversos espaços verdes limítrofes.

Sobre este prado, finalmente surgem esbeltas ‘torres’ que vêm completar a exigência programática ao nível dos serviços.

 

 Identidade

Baseamo-nos na cidade de Lisboa e nas suas morfologias urbanas tradicionais de forte identidade, mimetizando-as no interior de cada quarteirão.

A repetição desta sintaxe recria os ambientes e parâmetros urbanísticos de ditos modelos tradicionais da cidade de Lisboa, apresentando-os como os modelos idóneos para a reafirmação de uma forte imagem – e experiência urbana – da Lisboa contem­porânea.

 

5-EU10-rua-montagem

 

Eu-heide-amar-masterplan-web

Equipa de projecto: André Albuquerque e João Prates Ruivo. Cliente: Europan Association.