João Infante

f-joao infante

(…) que ideia cativante esta de que nesta profissão de mil e uma coisas possamos sonhar e desenhar espaços para “aquecer a alma”

Não digo que soubesse à partida que queria ser arquitecto ou mesmo que compreendesse o significado da profissão, mas sim que algo me fez perceber que aquilo de que eu gostava se poderia chamar de Arquitectura. Pelo menos até agora parece ser esse o caminho que me deixa feliz, ainda que ao longo do qual encontre mais dúvidas do que certezas, e ainda bem.

Sou o João e no final de 1989 nasci em Lisboa, mas foi em Sintra que cresci, onde agora moro ali num vale entre a serra e o mar. Gosto de montanhas, montanhas com neve no topo, montanhas vestidas com árvores. Gosto daqueles dias de outono em que não se sabe se por de trás do nevoeiro está o D. Sebastião ou um vendedor de castanhas assadas. Eu cá prefiro o segundo. Gosto de lareiras, assim grandes, daquelas como se vê no Alentejo, que são praticamente uma divisão da casa, e cito, palavras que não são minhas mas com as quais não poderia estar mais de acordo: “as lareiras mais do que para aquecer o corpo são para aquecer a alma”. Dito e feito, aquecem mesmo, e que ideia cativante esta de que nesta profissão de mil e uma coisas possamos sonhar e desenhar espaços para “aquecer a alma”.

Entretanto estive uns tempos no outro lado do Atlântico, ali em S. Paulo, onde as montanhas davam lugar a uma topografia de betão e aço, por entre a qual pulsava uma cidade (e uma cultura, ou até várias), que parece-me ter deixado ainda muito por conhecer do seu encanto. Ficaram as saudades, das pessoas, do samba, dos edifícios de betão a voar, ficou a vontade de voltar. Agora em Lisboa para novos desafios e descobertas, sempre com a vontade de aprender a “fazer lareiras”.

Projectos em que participou: São Marçal, Jacuzzi Triplex, Casa dos Pátios, Quinta de Sto António, Casa de Valmarinha, Quinta de Almagra, Getting Through, My Case, Casa do Meco, Ilha Paez, Tábua Paez, SITIO, Le Bureau

São Marçal,  Quinta de Santo AntónioSotão da casa velha, Casinha do Desterro, Radical Pedagogies, Travessa, Lawyer Lawyer, MELT ValmorMy Case, Casa do Meco, Ilha Paez, Tábua Paez, SITIO, Le Bureau

Resumo curricular:

1989          Nasce em Sintra
2007-13    Licenciatura em Arquitectura, no Instituto Superior Técnico, Lisboa
2012-13    Intercâmbio na Faculdade de Arquitectura e Urbanisbo da Universidade de São Paulo, Brasil
2003          Estágio em Barquitectos, São Paulo, Brasil
2013          Começa a trabalhar na POLIGONO

Contacto: joaoinfante@poligono.org

5 years, 8 months ago Comments Off on João Infante